Aguarde. Carregando informações.

Palavra da presidente

O AVC é um mal súbito, ou seja, acontece repentinamente. E quando o paciente sobrevive e tem alta, na sua grande maioria vem acompanhado de sequelas, que necessitam de acompanhamento especial. Quando a família possui condições financeiras, pode contratar profissionais que vão acompanha-lo durante a jornada de reabilitação e na busca da retomada de sua vida, porém, na maioria dos casos, essa conveniência não atinge a todos.

Muitas vezes, um dos familiares costuma assumir o papel de cuidador, mesmo despreparado e desinformado para essa função. A condição da família do paciente ainda pode se agravar, considerando que muitas vezes o familiar que assumia a responsabilidade financeira da casa, é obrigado pelas circunstâncias a deixar o trabalho, para dedicar-se integralmente ao ente querido.

Atualmente, a internet faz parte da vida das pessoas, independente da idade ou situação econômica e social. Pensando nisso, o portal Ação AVC visa utilizar o poder da web para levar aos interessados informações sobre o AVC em todas as suas variantes e sob o ponto de vista de profissionais, desde a prevenção até a fase da reabilitação. Com o conteúdo que disponibilizamos, o visitante poderá acompanhar o “como fazer” de várias atividades que fazem parte da rotina do paciente como, por exemplo, transportá-lo da cadeira de rodas para outro lugar, com fisioterapeutas demonstrando como proceder.

O portal visa não só enriquecer a quantidade de informação nessa área, que em Alagoas é precária e delimitada, mas também disponibilizará informações sistematizadas e organizadas, através de menus explicativos, elaborados com linguagem simples e didática. Além disso, disponibilizamos diversos vídeos, direcionados especialmente para quem precisa de esclarecimentos completos sobre o AVC.

Convivi de perto com as perdas que o AVC proporciona a uma família. Em fração de segundos tudo muda e muitas coisas desmoronam, tais como sonhos e planos. Mas nesse momento é que entram em nossas vidas sentimentos como a tolerância e a persistência. Todos os envolvidos precisam reinventar-se. Na construção de um novo EU, o acometido de AVC não tem medo de mudanças. Espero que o conteúdo deste portal auxilie nessa construção. O AVC não pode representar a renúncia dos nossos melhores sonhos.

“O AVC não pode representar uma limitação a nada daquilo que queremos fazer”

Um abraço,

Solange Syllos

COMENTÁRIOS